Assembleia aprova proposta do SINDVIÁRIOS

Denúncia sobre Operação Carnaval poderá ser levada ao MPT para solução

1042

Na noite de ontem, 18 de fevereiro, os trabalhadores e representantes presentes em nossa assembleia, aprovaram por unanimidade a possibilidade de ingresso de denúncia junto ao Ministério Público do Trabalho, por conta de situações abusivas e descumprimentos da lei e do nosso ACT, que podem vir a acontecer durante a operação carnaval.

Durante todo o período de carnaval, ou seja do dia 15 de fevereiro a 01 de março, o SINDVIÁRIOS, CRE, CIPA e DR, estarão de plantão 24h (veja os telefones abaixo) para ouvir os relatos das trabalhadoras e trabalhadores, apurar denúncias e receber documentos que comprovem quaisquer situações fora da normalidade.

Já no próximo final de semana, nos dias 21, 22 e 23 de fevereiro, o SINDVIÁRIOS estará no Anhembi, com uma tenda de apoio aos trabalhadores, onde nossa direção estará distribuindo lanches, bebidas e petiscos e à disposição para ouvir a todos.

Pedimos que leiam as orientações abaixo e nos ajudem a garantir os seus direitos:

– Não deixem de registrar o horário de entrada e saída, inclusive do QAR, qualquer jornada operacional acima de 10h no final de semana é abusiva e QAR, no início ou fim de jornada também;

– É obrigatório que haja um intervalo para descanso de pelo menos 11h entre uma jornada e outra;

– É garantido o direito a folga no 7º dia consecutivo de trabalho;

– Recuse-se a exercer funções da qual não tem domínio e sem os devidos EPI’s;

– Recuse-se a trabalhar em locais conhecidamente perigosos, sem o devido acompanhamento policial durante TODO o período;

– Não execute bloqueios sem a quantidade necessária de apoio humano e/ou materiais;

– Trabalhar sem um sistema de comunicação, esta te expondo ainda mais á riscos;

– Distribuição de lanches e água, não retiram seu direito a 1 hora de intervalo para refeição e descanso;

– Ir ao QTO é uma necessidade humana e deve ocorrer a liberação sempre que necessário;

– Grupos de Whatsapp não são ferramentas de comunicação oficial da empresa, exijam documentos e ordens por meios oficiais;

– Não existe super herói, faça apenas o necessário e estritamente o que determina sua função, você não é pago para ser policial militar, bombeiro e GCM;

– Afaste-se de confusões, desinteligências e principalmente de munícipes alcoolizados;

– Passe todas as situações abusivas e descumprimentos da lei do ACT para as representações;

– Testemunhos são ótimos, mas provas também são necessárias, alguns gestores da empresa, adoram produzir provas contra a empresa, como escalas de trabalho, por exemplo;

– Por fim, cumpra seus deveres para poder exigir os seus diireitos.