CET SANTOS: Há quem interessa o fim do rádio?

Há mais de 10 anos a CET-SP resolveu “inovar” e trocou os rádios pelo sistema de celular/smartphones

136

Hoje a empresa já aprovou em Resolução de Diretoria – RD o retorno do rádio, pois percebeu o erro que foi tal mudança.

Operacionalmente, a comunicação ficou truncada e tiveram problemas relativos a segurança dos agentes, pela falta de agilidade nos acionamentos.

Agora, a CET-Santos começou a testar a mudança e precisamos ficar de olho, a experiência já provou que a economia financeira não justifica a troca do rádio pelo celular e nós precisamos relatar as falhas ocorridas durante os testes para provar a administração da CET Santos que o sistema não funciona para o nosso tipo de atividade.

Se você estiver com um dos aparelhos de teste e perceber falhas na comunicação, comunique ao SINDVIÁRIOS (diretores e representantes sindicais) para que possamos fazer um relatório, com análises detalhadas pelos agentes, não só no que diz respeito a atividades operacionais, mas também questões de segurança.

ECONOMIA PORCA

O sistema de rádio trabalha com uma rede privada (exclusiva para CET) e pode apresentar falhas, áreas de sombras, mas a rede de celular é muito pior, além da qualidade do equipamento, teremos que contar com a prestação de serviços de telefônia, com a prestação de serviço da internet e, ainda, com a prestação de serviço de um aplicativo gratuito, que colocará todos os agentes no mesmo grupo, isso tudo terá que funcionar perfeitamente.

Na capital, agentes estão sendo agredidos e não conseguem se comunicar com a base, pois o primeiro item a ser quebrado é o celular, sendo que muitas vezes na rua ao lado tinha outro agente que poderia prestar apoio, mas não fica sabendo da situação devido a falha de comunicação dos celulares.

Basta de sucateamento da companhia!

Economia sim, porém com qualidade e ênfase na segurança!