CET SP: JOF com super poderes não!

SINDVIÁRIOS pode ingressar em juízo com uma Ação Direta de Inconstitucionalidade

167

No dia 18 de maio, o presidente do SINDVIÁRIOS, Reno Ale, junto com parte da direção do sindicato, com a DR, o CRE e representantes das demais empresas públicas de São Paulo, participaram da Audiência Pública que trata da Suspensão do Decreto da JOF.

O decreto cria dificuldades e interfere diretamente em nossas negociações coletivas, ferindo as atividades do SINDVIÁRIOS e demais representações e prejudicando as trabalhadoras e trabalhadores.

Todos os presentes ressaltaram aspectos de inconstitucionalidade do decreto e, além de interferir nos ACTs, prejudica também os planos de saúde em vigor, no caso de nossa categoria, o PAMO.

Nosso presidente Reno fez uma intervenção, falando que o SINDVIÁRIOS já estuda a possibilidade de ingressar em juízo com uma ADIN (Ação Direta de Inconstitucionalidade), suspendendo este decreto e ressaltou que o dinheiro arrecadado pela CET não retorna em investimentos para companhia e, que na CET, o PAMO já existe há 37 anos, com um custo estimando em R$ 600,00 (média) por mês, não justificando qualquer tipo de intervenção externa. 

A criação do vale saúde, por exemplo, só irá precarizar o atendimento de saúde.

A vereadora Sâmia Bonfim, PSOL, em sua vez explicou que já ingressou com tal medida e, agora, conta também com o apoio do SINDVIÁRIOS. 

Precisamos da unidade dos servidores públicos e, se necessário, realizar uma Greve, em defesa dos direitos das trabalhadoras e trabalhadores.

#NenhumDireitoAMenos