CET SP: Presente de aniversário de São Paulo para a CET: Zona Azul privatizada

Edital referente a concessão da Zona Azul é lançado e coloca categoria em alerta

A prefeitura de São Paulo, através do Tucano Bruno Covas, emitiu um decreto que permite a privatização da Zona Azul, o edital referente à concessão já foi lançado e nos coloca em estado de atenção.

A medida, coloca em risco a única receita líquida que vem direto à CET, que deverá ser desviada para o bolso de empresários e para a prefeitura, deixando a companhia ainda mais sucateada.

Este é o velho e conhecido modelo de administração tucana, que olha para o lado do empresariado e não está nem aí para os trabalhadores ou para a população do município.

Nossa categoria sofre com as péssimas condições de trabalho, são os trabalhadores que não têm viaturas decentes, não possuem uniformes, não possuem EPIs adequados, chegando, às vezes, até o limite da humilhação de não contar sequer com papel higiênico. Além de tudo, desdobram-se, dia a dia, para suprir a falta de força de trabalho para atender à população da cidade.

A medida do prefeito biônico gera inseguranças e incertezas aos quase 200 trabalhadores que executam a função de fiscalização de Zona Azul e outras centenas de trabalhadores  indiretos, como a área de projetos e administrativos acendendo assim um alerta para toda categoria, que tem na figura do atual presidente da CET, alinhado com o prefeito, a terceirização e privatização da companhia

Para quem ainda não sabe de todos os fatos, em sua primeira semana, o presidente retirou a possibilidade de se usar o horário móvel em sua integralidade no Prédio da Barão (cerceamento de direito) e não liberou os conselheiros do CRE para reunião daquele órgão (ataque direto às representações dos trabalhadores).

Diante disso, estamos em contato com todas as representações, para tratar de todos esses assuntos. Tomaremos as medidas jurídicas e políticas cabíveis.

Trabalhadoras e trabalhadores, permaneçam em alerta ao chamado de seu sindicato.