ESPECIAL 8M: Nenhum direito a menos!

Mulheres de diversos setores fizeram protestos em vários países do mundo por igualdade de direitos, em São Paulo, movimento foi marcado pelo protesto contra a Reforma da Previdência

59

Ontem tivemos um dia de grandes mobilizações e manifestações.

O dia 8 de março, marcado como Dia Internacional das Mulheres, juntou diversas mulheres de todo mundo com pautas pela igualdade e de denúncia da violência contra a mulher.

Em São Paulo, nossas guerreiras também se manifestaram contra a reforma da previdência, que esse governo ilegítimo pretende impor ao Brasil.

Com a reforma, praticamente elimina as chance das trabalhadoras e trabalhadores de se aposentarem e, sabemos que, logo após essa reforma, o próximo direito a ser usurpado é o trabalhista.

No Brasil a violência contra a mulher é extrema, sendo o quinto lugar como o pior país numa lista de 83 nações. Violência que as estatísticas demonstram com clareza.

São 13 assassinatos de mulheres por dia, 01 espancamento de mulher a cada 24 segundos e, 01 estupro a cada 11 minutos.

O Dia Internacional da Mulher vai muito além do perfil comemorativo. Pela luta e defesa de direitos, nenhum direito a menos.