ESPECIAL QAP: Ditadura Militar

A verdade sobre a Ditadura, os relatos de corrupção, fraudes e até tortura praticada contra crianças, da época mais dolorosa de nosso país

239

Relatos de corrupção na Ditadura

Alguns documentos Britânicos revelados recentemente, contêm provas de que o governo abafou investigação sobre corrupção, o caso não é isolado 

Recentemente a divulgação do conteúdo de alguns documentos britânicos com relatos sobre a Ditadura repercutiu na mídia brasileira, nos relatos constam registros de que durante o governo de Médici e Geisel, a ditadura agiu para esconder o crime de corrupção em uma transação de compra de navios britânicos na década de 70 este é apenas um registro dentre muitos outros de corrupção ocorrido na Ditadura.

Os documentos divulgados recentemente mostram que o governo britânico se ofereceu para investigar um possível caso de superfaturamento na compra dos navios oferecendo até uma indenização, (que em valores atuais chega a equivaler a R$15 milhões) contudo, os ditadores militares brasileiros além de recusar o pedido de investigação, ainda se negaram a receber o valor da indenização temerosos sobre os efeitos populares da divulgação do ocorrido.

Este é o registro mais recente, contudo existem outros escândalos de corrupção na época da Ditadura, como o caso de Haroldo de Leon Peres, um parlamentar que apoiou o golpe de 1964 ganhando assim simpatia dos generais, estimado por sua postura ética e memorável foi nomeado Governador do Paraná em março de 1971 pelo General Médici, contudo seu governo durou pouco, em dezembro do mesmo ano, foi pego em uma gravação extorquindo a quantia de R$1 milhão de um empreiteiro, foi obrigado a renunciar, o próprio general confessou que se o governo o tivesse investigado adequadamente teriam o pego antes.

A maior controvérsia ao se falar da ditadura é defender o combate a corrupção, principalmente quando tantos escândalos foram abafados pelo governo e quando o próprio governo ditatorial era legalmente contra às investigações de corrupção, quando proibiu o congresso durante 16 anos de instalar comissões parlamentares de inquéritos, as famosas CPI, para investigar casos de corrupção, tendo revogado essa proibição apenas em 1981, quase no final da Ditadura.

Tortura contra crianças na Ditadura Militar

Os mais jovens presos na Ditadura

A moda entre alguns saudosistas da Ditadura nas redes sociais atualmente é publicar orgulhosamente que não foram torturados pois não eram criminosos ou subversivos,

Não assaltavam bancos ou não faziam parte de lutas armadas revolucionárias, contudo, quando a questão era a tortura para os ditadores, estes não eram os únicos critérios.

A foto que acompanha a matéria traz a foto de três crianças, o carimbo nas fotos é do DOPS, e as crianças estão presas, no momento de sua prisão tinham entre 2 e 9 anos, e estão na lista dos mais jovens presos na época da Ditadura, para aqueles que defendem a tortura esta é uma realidade que precisa ser retratada, a lista contém ainda outros nomes de crianças até mais jovens, piorando o clima desumano da Ditadura no país.

O fato é datado de 1970, as crianças que são irmãos de criação, Samuel, 8 anos de idade, Carlos, 6 anos de idade, Ernesto, 2 anos de idade e Zuleide, 4 anos estavam todas sob os cuidados da avó quando foram presas.

Seus pais faziam parte da luta revolucionária contra a Ditadura, fato que justificou a prisão das crianças, que foram fichadas como terroristas, mantidas presas durante 2 meses, e mais tarde, banidas do país, o mais novo das crianças, ainda acompanhou os pais alguns dias na prisão, tenho presenciado as sessões de tortura de seu pai, a ação era prevista pelo Ai-13 que permitia o Banimento das crianças – Inconvenientes, nocivos e perigosos para segurança nacional.

Outro caso ainda mais difícil de se imaginar, é o caso do garoto mais novo preso pela Ditadura, o caso de Carlos Azevedo, preso e cruelmente torturado com apenas 1 ano e 8 meses de idade, as torturas deixaram cicatrizes que nunca se curaram, durante sua vida Carlos desenvolveu síndrome do pânico popular, e em seu desfecho triste, se suicidou aos 40 anos.

Quando grupos defendem a volta da Ditadura, assumem popularmente seu ódio pelo próprio povo, assumem uma postura violenta e de ódio, que é conivente a esse tipo de tortura, contra crianças, contra inocentes e contra seus próprios direitos.

Confira a seguir alguns vídeos complementares para pesquisa com a temática da Ditadura Militar.

Fontes:
Memórias da Ditadura
Folha
Uol
A verdade
Gazeta do Povo