GERAL: Trabalhadores em transportes do Brasil contras as Reformas da Previdência e Trabalhista

Em reunião realizada em Brasília no dia 21 de março, diversas lideranças apoiaram as ações realizadas até agora e que através da continuidade delas que faremos o enfrentamento a esse governo golpista

36

No último dia 15 de março, diversas paralisações foram realizadas pelo país todo, contra a Reforma da Previdência.

Em função disso, diversas lideranças de sindicatos e federações dos modais de transporte (rodoviário, condutores, aeroviário, aeroportuário, metroviário, agentes de trânsito, portuário) de todo Brasil, aprovaram um Plano Nacional de Mobilização e Paralisação.

O Plano foi aprovado em reunião da CNTTL-CUT, realizada no dia 21 de março, em Brasília, após um balanço positivo dos protestos do último dia 15. Os protestos, além de atingirem seu objetivo, teve grande apoio de grande parte da população brasileira, que enxerga nessas reformas do governo ilegítimo um retrocesso a todos os direitos trabalhistas, conquistados com muito suor e sangue de todos os trabalhadores brasileiros.

Paulinho da CUT (Paulo João Estausia) enfatizou que os trabalhadores estão conscientes que são os seus direitos que estão em risco e por isso essa mobilização ficou mais forte e coesa, apesar da grande mídia fingir que nada está acontecendo.

O SINDVIÁRIOS também esteve presente e seguirá junto com os demais companheiros na luta contra essa reforma, que só prejudica as trabalhadoras e trabalhadores de todos os ramos, sem exceção.

Somente a luta muda a vida.
#NenhumDireitoAMenos #AgenteNasRedes