INCOMPETÊNCIA E DESCASO

Funcionários da CET Santos não receberam o PDR por falta de comprometimento de seus gestores

199

A CET-Santos foi informada recentemente que não conseguiu atingir as metas do PDR (Participação Direta nos Resultados) impostas pela Prefeitura Municipal de Santos.

Diferentemente do PPR (Programa de Participação nos Resultados), cláusula constante em nosso Acordo Coletivo de Trabalho, o PDR da Prefeitura possui sua gestão nos gabinetes, sem a participação dos trabalhadores ou de suas suas entidades de classe.

Contudo, mesmo impedido de opinar, a direção do SINDVIÁRIOS, pressentindo que as metas poderiam não ser atingidas no período referente do último ano, solicitou o posicionamento da empresa quanto ao pífio desempenho até então demonstrado nos gráficos publicados no Portal de Transparência da PMS.

Num primeiro momento diante de nosso pedido,  fomos informados que, com algum esforço, conseguiríamos atingir um índice superior à nota de corte, entretanto, afirmação reiterada em reunião posterior. 

A direção do SINDVIÁRIOS  propôs algumas sugestões que pudessem resultar em melhora nos índices, visto que as metas não poderiam ser alteradas, e para nossa surpresa, nossas sugestões foram ignoradas.

Esta postura dos gestores da CET, resultaram no questionamento realizado por nossa direção, o não atingimento das metas seria causado por incompetência e descaso?

Quais os motivos que levaram a CET-Santos a não atingir as metas traçadas pela PMS? Seria este distanciamento entre gestores e trabalhadores, intencional, para estipular metas, algumas inexequíveis, distantes da realidade do dia a dia da CET-Santos? 

Será que faltou empenho dos gestores da CET-Santos no planejamento para que as metas exequíveis pudessem ser atingidas?

Ou, o que é ainda muito pior, será que ao propor metas de difícil ou impossível execução, não teriam a intenção de escancarar o processo de sucateamento da empresa, a falta de mão de obra, defasada há anos e por fim, a incompetência administrativa de alguns gestores o que tornaria alvo fácil para a empresa tornar-se uma outra CSTC. 

Não vamos deixar que isso aconteça, mesmo sem que possamos opinar ou sequer participar desse tipo de gestão, não vamos deixar que por INCOMPETÊNCIA E DESCASO isso possa acontecer.