JOF “determina” a extinção de direitos e conquistas dos nossos ACTs

Ação da JOF faz com que diversas categorias se unam em uma só luta

364

No final de 2019, as empresas municipais receberam a ordem de acabar com os direitos trabalhistas garantidos por meio dos Acordos Coletivos de Trabalho, negociados com os sindicatos que representam estas categorias, a partir de 2020.

Tudo aquilo que estiver acima da CLT, deve ser rechaçado pelos negociadores patronais e, se necessário, eles buscarão o dissídio coletivo para atingir este objetivo.

Planos médicos, escalas de trabalho, PR ou PPR, adicional de férias, adicional noturno, vale refeição nas férias, vale alimentação extra, indenizações por tempo de serviço, dentre outros benefícios, são os principais alvos da JOF e da prefeitura.

Isto posto, a garantia de nossos direitos, conquistados e ampliados, a duras penas e com muita luta SINDICAL pode ter fim se não lutarmos.

É preciso união, em uma só voz, gritando contra a Prefeitura, JOF e direções das empresas.
As reformas, Trabalhista e Previdência, já se encarregaram de retirar “legalmente” muitos direitos históricos dos trabalhadores, mas, a fome dos exploradores ainda não acabou. A todo momento, deputados e senadores apresentam nas suas casas projetos de Lei e Emendas Constitucionais, como a 103/2019, fazendo prevalecer o massacre aos direitos trabalhistas.

Esses políticos têm compromisso com o Capital e, por meio dessas medidas, permitem que a mão de obra brasileira seja cada vez mais explorada.

Pela primeira vez em décadas, os sindicatos dos trabalhadores da COHAB, PRODAM, SPTurismo, SPUrbanismo, SPObras, SPTrans e CET estarão juntos nesta luta, bem como teremos as representações e diretorias dos trabalhadores nos acompanhando nesta empreitada.

Trabalhadores e trabalhadoras, esta guerra é de todos! Ajudem a engrossar nossas trincheiras, venham lutar pelo nosso futuro.

Somos todos um e, juntos, somos mais fortes.

Nossas ações serão orquestradas e divulgadas amplamente em todas as empresas para todos os trabalhadores. Fiquem atentos às nossas publicações.

Confira a seguir o comunicado da JOF para as direções das empresas municipais: