LEAL, presente!

Companheiros e Colegas,
Infelizmente o Leal foi vítima como eu fui, de problemas no coração.

42

 

O companheiro atuava no Monitoramento da Engenharia de Tráfego (Marginais/Bandeirantes), tinha apenas 47 anos e faleceu na madrugada do dia 24 de agosto.

Trabalhador exemplar, é mais um que nos deixa por problemas associados ao estresse e a falta de prevenção à nossa vida.

A nossa vida, hoje, é um atentado à saúde do coração, cada dia que passa, mais conhecidos, amigos, companheiros e colegas colocam o coração e suas vidas em risco.

É notório o quanto nosso amigo Leal ganhou peso depois que foi para a Representação liberado e na sequência trabalhar internamente na CET.

Isso acontece por conta da falta de horário para as refeições, ter pouco tempo para si e para a família.

O estresse e a ansiedade de resolver as diversas situações do dia a dia. A fadiga de sair cedo de casa e voltar tarde da noite, dia após dia.

Nosso corpo não entra em falência de uma hora para outra, na maioria das vezes, é um processo silencioso e longo.

Mudar hábitos e ter em mente que isso é primordial para evitar os problemas cardíacos todos nós sabemos, o problema é ter quem pegue no nosso pé. Amigo e parente, que realmente gostam de você e que vai lhe apontar os erros, são poucos.

Não temos a disciplina necessária, eu por exemplo voltei a fumar. Onde isso me levará? Depois de ter feito 2 mamárias e uma safena? A outro infarto!

A minha luta contra o cigarro continua, tem semana que eu fumo e tem semana que consigo ficar sem fumar. Mas vou continuar lutando.

 

 

Reno Ale
Presidente Sindviários