Nossa Data-Base será julgada no TST

Nossa data-base será julgada, dia 12 de abril de 2021, às 13h30, no Tribunal Superior do Trabalho, de forma tele presencial

779

Trabalhadoras e trabalhadores da CET – São Paulo, dando continuidade à transparência de sempre das informações prestadas pelo SINDVIÁRIOS, o processo de nº ROT-1001830-07.2020.5.02.0000, que tem como relatora MIN. DORA MARIA DA COSTA, a pauta de julgamentos será conhecida somente no dia, portanto, não sabemos se o nosso processo será o primeiro ou o último a ser julgado nesta pauta.

Relembrando que a nossa ação cautelar, com antecipação de tutela, foi dada a entrada no dia 5 de maio de 2020, onde conseguimos a liminar no dia 06 de maio, com o reconhecimento de nossa Data-Base em 01º de maio e, também, do nosso ACT – Acordo Coletivo de Trabalho.

Desde o início de maio de 2020 estamos assegurados por essa liminar. Liminar que a CET-SP e a Prefeitura de São Paulo tentaram derrubar, sem êxito até o momento.

Agora, imaginem se nosso Acordo Coletivo de Trabalho tivesse sido extinto? Alguém consegue enxergar como seria nossa situação nesse momento? É importante frisar que é o ACT que regulamenta o nosso Convênio Médico e Odontológico; valores do Vale Refeição e Alimentação; adicionais de Férias e Noturno; remuneração de Horas Extras, Verbas Rescisórias e toda Grade Salarial; Faltas Justificada; Jornada de Trabalho e Escalas.

Como seria nossa vida, estando empregado na CET sem essas garantias? Pensem por um instante.

Tenham certeza de que não vamos modificar nossa forma de agir. Continuaremos buscando o diálogo, a negociação persistente, o bom senso, a preocupação com a coisa pública, a transparência das nossas ações, a resiliência para não ceder às pressões e o respeito para com nossa categoria.

Consideramos que essa situação, imposta pela CET-SP e Prefeitura de São Paulo, como uma tentativa de golpe contra os trabalhadores e trabalhadoras.

A gestão Bruno Covas quer destruir o nosso Acordo Coletivo de Trabalho, a prova é o tratamento que o atual prefeito, através dos órgãos competentes, vem tratando os trabalhadores e trabalhadoras.

Não merecemos esse tratamento, em mais de 40 anos de existência, nunca demos razão à impropriedade, à preguiça, à incompetência e à corrupção. Muito pelo contrário, sempre fomos probos, eficientes e nunca fizemos corpo mole frente ao trabalho e à preocupação em bem atender nossa população.

Pelo visto essa batalha jurídica não vai parar por aqui. E não tem problema, o SINDVIÁRIOS existe e tem por finalidade proteger sua categoria. Hoje somos um só corpo e destruir nosso Acordo Coletivo de Trabalho trará prejuízos irreparáveis a todas e todos.

Deixemos nossas vaidades, nossos preconceitos, diferenças e teimosias de lado. Sem um sindicato forte, categorias vão perecer por conta da reforma trabalhista, previdenciária e sindical, além do desmonte que preparam para a justiça trabalhista.

Fortaleçam sua entidade sindical, é hoje e será no futuro a única opção para diminuir os prejuízos que virão. Sindicalize-se!

Reno Ale
Presidente do SINDVIÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Digite seu nome