Racismo, até quando?

No momento, é o jogador Vinícius Jr. está sob ataques, mas, infelizmente, não é um caso isolado

316

O racismo é normalizado na sociedade em três principais aspectos estruturais: na economia, na política e na subjetividade, afirma o Professor Ministro Silvio Almeida em seu livro Racismo Estrutural, parte integrante da série Feminismos Plurais, da editora Jandaíra, 2019.

Essas estruturas estão perpetuadas (mas não deveria!) na sociedade. Entender este conceito (racismo estrutural) é entender que o racismo não é apenas uma questão de indivíduos preconceituosos com outros de raça diferente, é um problema coletivo e que é normalizado dentro da estrutura social.

Pegamos o exemplo do jogador de futebol Vinícius Jr, do Real Madrid, mas não é preciso ir muito longe para perceber que (INFELIZMENTE NOVAMENTE) é prática, de parte da sociedade, completamente enraizada.

É bom ressaltar que, no Brasil, racismo é crime e, em janeiro de 2023 avançamos um pouco mais na lei, quando ela foi tipificada como crime de racismo a injúria racial, aumentando a pena para até 5 anos de reclusão.

Não basta não ser racista, tem que ser antirracista. E no SINDVIÁRIOS, temos uma pasta de Combate ao Preconceito. Ajude a acabar com essa prática, denuncie.

P.s.: Na foto, que escolhemos para ilustrar a matéria, você conseguiu enxergar o racismo estrutural?

Elias Mitri
Diretor de Combate ao Preconceito

Confira um pouco mais sobre Racismo Estrutural pelas palavras do próprio prof. Silvio Almeida.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Digite seu nome