Revista QAP!: A revista da nossa categoria

Aproximar as pessoas pelas ideias claras, unificar e promover integração e troca de experiências

207

Reno Ale

Uma revista física da Categoria dos Trabalhadores e Trabalhadoras no Trânsito sempre foi um sonho. Sonho que estamos realizando a partir desta primeira publicação.

Neste veículo de comunicação esperamos conseguir aprofundar temas e fatos pertinentes à nossa categoria, pois muitas vezes não há espaço suficiente em nossos boletins.

É inegável a evolução dos meios de comunicação, entretanto, a disposição para ler e interpretar perdeu espaço.

Atualmente, o que nos ocupa grande parte do tempo são as chamadas mensagens instantâneas. Notícias curtas com grande apelo visual e pouco conteúdo.

A vida das pessoas nos grandes centros urbanos está cada vez mais apressada e estafante. A válvula de escape passou a ser os relacionamentos virtuais e o contato pessoal cada vez menor. As opiniões são jogadas nas redes ao sabor do estado de espírito das pessoas naquele momento.

Este espaço vem para fazer o inverso, aprofundar as questões de nossa categoria, com informações, notícias e temas de extrema relevância. É importante mostrar fontes e tendências sobre o assunto, é importante que haja estímulo à leitura e à formação de uma opinião forte.

De forma alguma vamos esconder as opiniões adversas ou deixar de publicar dados importantes, queremos formar pessoas com visão ampla sobre matérias, artigos e fatos.

É importante para nós modernizar e ampliar a comunicação do SINDVIÁRIOS com sua base, auxiliando nossa categoria a ser cada vez mais crítica e informada quanto aos rumos de nosso ramo econômico e profissional, sobretudo as leis que tramitam no Congresso Nacional.

Aproximar as pessoas pelas ideias claras, unificar e promover integração interpessoal e troca de experiências.

Será sempre uma honra para nós a divulgação de trabalhos técnicos e científicos produzidos por trabalhadores de nossa categoria.  Nosso espaço terá a missão de mostrar o quanto temos condição intelectual e histórica para lutar por melhores condições de vida a todos os trabalhadores e trabalhadoras do trânsito.

Haverá também espaço para classificados, com direito a compra, venda, troca e locações, prestação de serviços, como também cultura, eventos e muita descontração.

Em tudo precede o diálogo, quem se furta desse processo não consegue apontar o melhor caminho nem para si mesmo e sua família, o que dirá para um grupo maior de indivíduos. Pensando juntos, temos mais chances de errarmos menos.

Viva a nossa Revista QAP!, viva aos trabalhadores e trabalhadoras do trânsito!