Sindicato aciona a CET na justiça por descumprimento do ACT

1611

A paciência terminou, assim como esgotaram-se todas as negociações entre o Sindicato e a direção da Companhia, sobre o uso do “uniforme de Verão”.

Desde novembro do ano passado, estávamos discutindo com os diretores uma série de medidas para atenuar os impactos do calor intenso sobre os trabalhadores no desempenho de suas funções.

Mas o descaso e a visão de quem muitas vezes não está preparado para ser um gestor acabam sendo uma “tortura” para aqueles que estão nas ruas sofrendo com os picos de calor cada vez mais frequentes.

Os guarda-sóis não vieram e, no começo do ano, um comunicado da Companhia (001/24) cerceou o direito do Trabalhador optar pelo uso da bermuda em sua jornada de trabalho.

Alegações, do nosso ponto de vista pessoal, tentam embasar esta decisão de forma ilógica, visto que a Guarda Municipal e a Polícia Militar têm bermuda como fardamento.

Mais do que isso, esse comunicado tenta destruir o que foi acordado desde 2016, não respeita as negociações e joga os trabalhadores para o sofrimento térmico.

Repudiamos estas atitudes!

Já denunciamos no Ministério Público do Trabalho (MPT) e agora estamos procurando justiça pelo descumprimento do ACT.

Sabemos que quem trabalha em salas com refrigeração não conhece a realidade das ruas. Se querem mudar as coisas, que usem as regras do jogo e negociem. Imposição é coisa de gente autoritária, de quem não está adaptado às normas democráticas e também não tem bom senso e empatia com outro ser humano.

Queremos trabalhar com qualidade de vida, e isso se busca na negociação e na adoção de medidas atenuantes.

Não vamos deixar que rasguem nosso Acordo Coletivo!

O ataque a um trabalhador é um ataque a toda categoria!

Vamos à luta!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Digite seu nome