Trabalhador@s aprovam contraproposta de pagamento que será levada à empresa

Na assembleia realizada no CMTC Clube, o presidente Reno Ale falou do processo que levou 12 anos na justiça e das regras apresentadas pelo SINDVIÁRIOS para o recebimento

43

Em assembleia realizada ontem, no CMTC Clube, os trabalhador@s aprovaram na íntegra a contraproposta apresentada pelo Sindviários que será levada para negociação com a empresa e posterior homologação na Justiça.

Reno Ale, presidente do SINDVIÁRIOS, falou sobre o processo que levou 12 anos na justiça e também da proposta apresentada pela empresa, um calendário para pagamento da multa referente ao atraso nos pagamentos nos dois primeiros meses da gestão do prefeito José Serra (PSDB), em 2005.

Sendo assim, foi colocada em discussão a contraproposta de nossa direção para apreciação dos presentes.

Os pontos da contraproposta foram os seguintes:

– O pagamento será feito de forma integral e o valor corrigido até a data da assinatura do Acordo ou homologação do mesmo na justiça;

– Não haverá parcelamento do valor, ele será pago de uma única vez de acordo com o calendário de pagamento;

– Por questões judiciais os trabalhador@s que se desligaram da empresa ou os dependentes legais daqueles que por ventura faleceram receberão em primeiro lugar

– Logo na sequencia o calendário de pagamento privilegiará aos associad@s do SINDVIÁRIOS e na sequencia os não sócios.

– Serão criadas faixas salariais do menor para o maior salário;

– O calendário de pagamento não poderá ser superior a 10 meses;

– Será cobrada uma taxa de 15% do valor devido da multa aos não sócios para a entidade sindical como forma de contribuição pelos serviços prestados durante todo o processo jurídico e político. Os sócios e sócias estão isentos deste desconto, devido a contribuição associativa mensal que já supre estes custos;

O valor a receber será atualizado até a data da efetivação do acordo com a empresa, hoje este valor gira em torno de 800 reais para cada trabalhad@r afetado, exceto aqueles que nos meses de janeiro e fevereiro de 2005, por algum motivo, não sofreram atraso de pagamento de salários, como exemplo, àqueles que estavam baixados pelo INSS.

Assim que tivermos a lista completa e já reajustada com os valores finais, faremos a divulgação da lista de trabalhadores e o calendário de pagamento.